Manifestação popular que resiste ao tempo

Circo Bella, Bella Cia de Teatro e Circo de São Paulo (Santos)

Era uma vez um dono de circo chamado Héldinho que está à espera de seu único e melhor funcionário, o Palhaço Néio, que sempre chega atrasado e é obrigado a se desdobrar para desempenhar o papel de todos os artistas do circo, causando muitas gargalhadas com seus números atrapalhados. A partir daí, público e artistas circenses se envolvem em diversas situações cômicas no universo do Palhaço, figura caricata e constantemente frequente no universo infantil.

circo-bella

“O objetivo primordial da apresentação é divertir o público. As referências dramatúrgicas são as próprias linguagens do circo e a rua. Meu avô era escritor e sempre busquei a cultura popular. Circo Bella muda a cada plateia, pois se adapta a ela. A fórmula nunca está fechada”, pondera Plínio Augusto.

O circo é uma expressão artística que sobreviveu a inúmeras revoluções que a sociedade passou ao longo dos séculos. Patrimônio cultural brasileiro, a linguagem circense surgiu há aproximadamente 4 mil anos. Durante o Império Romano, grupos ganhavam a vida fazendo apresentações na rua e na casa de famílias nobres. Na Idade Média, grupos de malabaristas e bufões viajavam pelas cidades da Europa com suas apresentações. Hoje, o circo resiste ao tempo, nas ruas e nos palcos, instigando a imaginação de jovens e adultos.

Sorry, the comment form is closed at this time.